30 de março de 2022

|

por: stella

|

Categorias: Sem categoria

Você conhece a Ventosaterapia?

Benefícios da ventosaterapia

 

A ventosaterapia é um tipo de tratamento natural, no qual são criados vácuos de sucção na pele por meio de ventosas, estimulando a melhora da circulação sanguínea e resultando em um aumento do diâmetro dos vasos. Com esse processo são liberadas as toxinas existentes no sangue.

 

Quando ativado através da ventosa, o aumento de sangue favorece a nutrição dos músculos, aliviando as tensões e as dores musculares e articulares, já que a diferença de pressão causada pelo vácuo é negativa, deslocando a pele do músculo e aumentando a quantidade de sangue. Como consequência: uma ação relaxante.

 

Ventosa para hipertonia

 

Nos pacientes neurológicos ocorre a presença de hipertonia, o aumento anormal do tônus muscular, em que o músculo perde a capacidade de estiramento, podendo resultar em aumento da rigidez devido à sinalização constante de contração muscular. Essa situação acontece, principalmente, devido a lesões nos neurônios motores superiores que pode acontecer como consequência da doença de Parkinson, lesões na medula espinhal, doenças metabólicas e paralisia cerebral, que é a principal causa de hipertonia nas crianças.

 

Para esses pacientes, as ventosas também são grandes aliadas, já que eles apresentam dificuldade para se movimentar devido a uma disfunção neural no controle da contração muscular, além de também haver desequilíbrio e espasmos musculares, com relatos de dores.

 

A cor da ventosa

 

Muitas vezes as ventosas deixam marcas por conta da falta de oxigenação do sangue e o acúmulo de toxinas na pele, mas elas saem depois de uma semana, em média. A aplicação da terapia deve ser feita semanalmente até as marcas clarearem. Conheça o significado das cores deixadas pelas ventosas: a cor arroxeada está ligada à menos oxigenação do sangue e mais toxinas, mas em muitos casos a cor está relacionada à dor do paciente.

Indicação: associada ao tratamento de dores crônicas, reumatológicas ou as que não apresentam melhora mesmo após tratadas.

 

Contraindicação:

– Trombose, tromboflebite ou distúrbios hemorrágicos

– Varizes

– Feridas

– Febre

– Fratura no local a ser tratado

 

Ventosa com sangria

 

É um recurso utilizado para ter sangue novo no local, segundo a ideia da medicina chinesa, para tirar o acúmulo de energia ali. A sangria consiste na perfuração dos capilares dos vasos sanguíneos ou das veias superficiais (telangectasias) com agulhas de três faces, que têm pontas triangulares, conhecidas como lancetas de sangria. É contraindicada em pessoas com problemas de circulação ou cicatrização.