26 de setembro de 2018

|

por: ludens

|

Categorias: Novidades de Tratamento

Desafios da alimentação na infância

 

Uma dúvida recorrente que costuma tirar o sono de pais de crianças pequenas é: ‘o que fazer se meu filho não se interessar por alimentos saudáveis?’. Seja frutas, verduras ou legumes, o fato é que o famoso “verdinho” nem sempre é bem visto pelas crianças, e o que é mais saudável acaba passando longe da preferência delas.

 

Diante dessa situação, uma coisa é certa: a importância do papel dos pais no estímulo à alimentação mais equilibrada.

 

Você sabia?
Dados estatísticos indicam que aproximadamente 80% das crianças com deficiências de desenvolvimento apresenta algum distúrbio alimentar e 45% das crianças com desenvolvimento normal também sofre de problemas alimentares.

 

Pensando na orientação tanto às famílias quanto aos profissionais de saúde, a Ludens promoveu duas turmas da oficina “Grupo de Alimentação Infantil” no dia 21 de setembro, nos períodos da manhã e tarde, com a nutricionista Bruna Lessa. A especialidade passou a integrar o corpo clínico em função da necessidade por esse tipo de profissional dentro da Ludens.

 

“Minha proposta é compreender as necessidades, dificuldades e potencialidades de cada criança e sua família, com o intuito de buscarmos juntos os possíveis caminhos para motivar a aceitação de uma alimentação variada e consolidar bons hábitos, sem gerar conflitos e momentos traumáticos” – Bruna Lessa

 

Ela iniciou explicando a nutrição nas diferentes fases da vida da criança, dos dois primeiros anos passando pela pré-escola, depois pela fase escolar e, por último, pela adolescência. “Os primeiros anos de vida são decisivos para o crescimento e desenvolvimento da criança, para a formação de hábitos e para sua saúde durante toda a vida. Por isso, uma alimentação variada, equilibrada e prazerosa deve ser estimulada desde a introdução alimentar (aos 6 meses, após o período de aleitamento materno exclusivo), atendendo as necessidades de cada pessoa de acordo com a fase da vida em que se encontra, suas preferências e especificidades”, diz a nutricionista, que também defende uma avaliação global do paciente a fim de obter os indicadores clínicos, bioquímicos, antropométricos e o padrão alimentar, tudo de forma individualizada e com o objetivo comum de proporcionar à família e à criança ou ao adolescente refeições mais saudáveis e prazerosas.

 

 

Entre os temas trabalhados, a importância da dieta equilibrada e variada na evolução dos pacientes da Ludens e dicas para uma alimentação mais saudável, com receitas práticas para o dia-a-dia ao final desta matéria.

 

 

 

Mas, afinal, quais as principais dificuldades diante da alimentação da criança?

 

  • Dependência de mamadeira
  • Seletividade alimentar (recusa total ou parcial de alimentos por volume ou textura ou tipo)
  • Refeições prolongadas
  • Anorexia (falta de apetite)
  • Pica (ingestão de substratos impróprios para a alimentação)
  • Ruminação (regurgitações repetitivas de alimentos parcialmente digeridos, que são novamente mastigados e deglutidos ou expelidos)
  • Compulsão alimentar
  • Adipsia (falta de sede)

 

 

O que fazer para a criança se alimentar melhor?

 

 

– garanta-lhe bem-estar físico

– compreenda o que é necessário para mudar um comportamento

– evite batalhas e punições

– mantenha a oferta de alimentos, mesmo que forem rejeitados no início

– crie experiências diretas com os alimentos

– envolva seu filho com as refeições e de maneira lúdica

– respeite e valorize o conforto da criança ao comer

– dê especial atenção à textura dos alimentos e identifique as preferências sensoriais

– redefina “experimente”

– abandone os rótulos e julgamentos e foque no progresso do seu filho

– procure ajuda profissional

 

 

Receitas práticas e saudáveis

 

Waffle de pão de queijo

 

Ingredientes:

  • 1 xicara de leite
  • ½ xícara de manteiga
  • 1 1/3 xícara de polvilho doce
  • 1 colher (chá) de sal
  • 2 ovos
  • ½ xícara de queijo minas ralado (ou outro queijo de sua preferência)
  • 2 colheres (sopa) de maisena ou fécula de batata
  • 1 colher (sopa) de chia

 

Modo de preparo:

 

Ferva o leite e a manteiga. Enquanto isso, coloque em uma tigela o polvilho doce e o sal. Depois de fervidos, despeje os líquidos na tigela e misture bem. Aguarde esfriar um pouco e misture os ovos, um a um. Por fim, junte o queijo ralado, a maisena e a chia. Misture bem. Coloque a mistura em uma máquina de waffle ou sanduicheira. Deixe dourar.

 

Danoninho caseiro

 

Ingredientes:

2 Inhames médios e 2 caquis madurinhos ou outra fruta, como morangos, manga ou goiaba.

 

Modo de preparo:

Higienize, descasque e corte os ingredientes. Cozinhe os inhames e bata os caquis no liquidificador ou processador. Após cozimento, amasse os inhames e os coloque no liquidificador junto com os caquis. Coloque em potinhos e em seguida na geladeira por 3 horas antes de servir.

 

 

Guacamole

 

Ingredientes:

  • 1 abacate ou 2 avocados
  • 1 limão Taiti
  • 1 tomate picado
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • Sal e coentro a gosto

 

Modo de preparo:

Amasse o abacate em um recipiente e adicione o suco de limão, tomate, azeite e sal. Para finalizar, acrescente o coentro e misture bem. Sirva com pão, biscoitos salgados ou saladas.