6 de dezembro de 2019

|

por: ludens

|

Categorias: Novidades de Tratamento

Da série: “Luzes da Ludens” – a história do Matheus

Desde os 4 anos Matheus frequenta a Ludens e hoje, com 14, é um adolescente cativante que continua distribuindo sorrisos semanalmente na clínica.

Sua mãe, Evelize, nos contou alguns passos do desenvolvimento do filho: “ele andou com 1 ano e 11 meses, começou a falar as primeiras palavras aos 2 anos e na época fazia estimulação precoce, fono, T.O. e fisioterapia em outro centro, onde frequentou até os 4 anos de idade”.

Quando ela percebeu que o filho precisava desenvolver mais a parte de fono, procurou a Ludens e imediatamente começou o tratamento com a Sandra – com quem Matheus está até hoje – e também com terapeuta ocupacional. Ele se identificou logo no início com as profissionais e com o ambiente, e essa história de amor continua.

Ele adora frequentar a Ludens, adora a Sandra e cada dia apresenta resultados promissores. Temos muita confiança na experiência da Sandra e de sua equipe e nos sentimos confiantes e seguros” – Evelize, mãe do Matheus

“Falar do Matheus, além de envolver a questão técnica, envolve emoção e sentimento. Ele começou muito pequeno, não falava, mas sempre apresentou uma interação grande comigo”, lembra com carinho a fonoaudióloga Sandra.

A partir dos 9 anos, segundo Evelize, Matheus começou a pedir mais autonomia, querendo cada vez mais fazer as coisas sozinho. “Ele toma banho sozinho, come sozinho, faz escolhas em relação ao que comer, ao que vestir, ajuda na arrumação do quarto, quer ajudar em pequenas tarefas como arrumar a cama e na faxina da casa”, conta. “Ele é muito organizado e cada dia melhora mais a dicção e a formação de frases. Às vezes me surpreende com palavras novas”, completa feliz a mãe.

Matheus faz natação desde os 8 meses e agora iniciará aulas com um professor especialista em Síndrome de Down e portadores de necessidades especiais. Ele também faz parte do projeto futsal21 na Ponte Preta com o pessoal do grupo Mano Down. Nos finais de semana, participa de corridas com o pai no grupo Pernas de Aluguel. “É um adolescente extremamente educado, tranquilo e amoroso e nos ensina muito”, diz a mãe. “Queremos proporcionar a ele tudo que for necessário para o seu desenvolvimento físico e intelectual, porém, respeitando sempre o tempo dele. Nosso objetivo é a autonomia e, principalmente, sua felicidade”, afirma.

Atualmente, além do acompanhamento com a Sandra, Matheus também tem aulas com a Regina, psicopedagoga, e faz sessões de psicologia com a Andreia a fim de auxiliar na nova fase da adolescência. Além disso, tem uma facilitadora (Bianca) na escola para o auxílio diário.

Durante esses anos, buscamos sempre a comunicação e, para além disso, eu queria que Matheus pudesse colocar para todos aquilo que estava pensando. Tivemos uma grande evolução e hoje é o moço que é. Nossa relação é muito mais do que terapeuta e paciente e fico emocionada quando ele diz que me ama” – Sandra Lazzari, fonoaudióloga

Expectativas

Mas será que existe algo no desenvolvimento de Matheus que Evelize nunca imaginou que ele faria e ele faz? “Não”, responde ela. “Porque, na verdade, nós decidimos dar as condições e aguardar as respostas no tempo dele. Então todos os dias temos respostas a isso, com pequenas conquistas diárias. A única situação que nos deixa ainda ansiosos é que gostaríamos que ele alcançasse a alfabetização e melhorasse a questão da fala”, acrescenta.